No livro A Mais Atada À Tua Palavra – O Caderno de Mariana L, Em Mãos, Seguido de Avulsos do Poeta B Luciano Garcez demonstra um ousado exercício psicológico-literário de desprender-se de seus Eus, na forma de heterônimos em comunicabilidade esfíngica.
Model: 978-85-66179-78-1
Product ID: 59
Product SKU: 59
A Mais Atada À Tua Palavra - O Caderno de Mariana L, Em Mãos, Seguido de Avulsos do Poeta B, de Luciano Garcez

A Mais Atada À Tua Palavra - O Caderno de Mariana L, Em Mãos, Seguido de Avulsos do Poeta B, de Luciano Garcez

Modelo:978-85-66179-78-1


Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível

Em “A Mais Atada à Tua Palavra – O Caderno de Mariana L., em Mãos, Seguido dos Avulsos do Poeta B” a diluição de premissas dialéticas nos conduz a uma espécie de síntese fugidia, e que pode ser comparada com o erotismo transcendente de San Juan de la Cruz e Octavio Paz. Na obra, a transubstanciação do coito engendra um terceiro ser, não-homem, não-mulher, um ser andrógino-poético, um habitante da Noosfera, ou da poesia propriamente dita. Com seus comentários e notas de pé de página, Luciano Garcez inventa o “distanciamento apaixonado” e faz com a poesia aquilo que Gilberto Freyre fez sociologicamente em “Memórias de um Cavalcanti”: uma contemplação fetichista da vida “alheia”. Entre aspas sim, pois esta vida revelada por Garcez também é dele e nossa; e o olhar pelo buraco da fechadura do Empíreo talvez seja uma obrigação para o desenergizado e tenso homem contemporâneo. Ao vislumbrar, no intercurso literário do casal de poetas Mariana L. e Poeta B, um inusitado liame entre a subjetividade epistolar dos primeiros românticos e a vertigem psicótica dos tempos atuais, o organizador da obra nos oferece o que há de mais necessário à poesia brasileira atual, a saber, a implosão das dicotomias de categoria, de gênero, ideologia, tempo e espaço, e a situação do homem para além das mundanizadas questões mundanas. Esta empresa se faz bálsamo redentor em tempos onde imperam o maniqueísmo político e a cultura opinativa rasteira, como é o caso do Brasil de hoje. Frutos do Tempo (à maneira de Blake), Mariana L., Poeta B e Luciano Garcez estão enamorados na Eternidade. (Armando Lobo, compositor e poeta)

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Confira os produtos