Nós, gente criada sem luxo, se virando como não pode, do jeito que não dá. Nós, vindos dos lugares mais distantes da metrópole, também temos nossas histórias pra contar e, quando não podemos, nos apaziguamos lendo quem as pode. Pedro Pedreira, Pedrada.....
Model: 978-85-5565-162-5
Product ID: 471
Product SKU: 471
New In stock />
Pedro Pedreira, Pedrada & Pedregulho, de Yuri De Lucca Dinalli

Pedro Pedreira, Pedrada & Pedregulho, de Yuri De Lucca Dinalli

Modelo:978-85-5565-162-5Disponibilidade: Imediata


Por:
R$ 44,00

ou 4x de R$ 11,55 com juros
Simulador de Frete
- Calcular frete

Sobre a obra: Quando o homem gravou seus primeiros rabiscos em uma parede no interior de uma caverna, iniciava-se ali o advento da arte. De lá pra cá, tem algo que é imutável: o reconhecimento de nós mesmos que a arte provoca. E é necessário dizer que apenas a arte legítima tem poder de se colocar como o espelho da gente.

Nós, gente criada sem luxo, se virando como não pode, do jeito que não dá. Nós, vindos dos lugares mais distantes da metrópole, também temos nossas histórias pra contar e, quando não podemos, nos apaziguamos lendo quem as pode. Pedro Pedreira, Pedrada, Pedregulho e todos os personagens que passam por essas páginas, são o retrato fiel da maloca que vive se esquivando do açoite. Se você também teve a sina da sorte de nascer e se criar numa quebrada, escancara a capa deste livro e se acomode, pois ele fala de gente como a gente.

Mauricio de Melo Prince – designer, compositor e poeta

Sobre o autor: Era 1995, a primeira bomba atômica completava 50 anos. No Brasil, a final do campeonato carioca contaria a história de um Fla-Flu inesquecível; o Real estava nas alturas e o bairro paulistano, Cambuci, em um 12 de junho, via um menino-poeta nascer. Yuri De Lucca Dinalli iria se espalhar pela terra de arranha-céus, ainda bem jovem, por conta de sua poética excelente e cirúrgica.

O samba é o fio condutor da jornada do jovem literato, tendo o seu nome propagado rapidamente por rodas, comunidades e terreiros enquanto compositor. Como não poderia ser diferente, uma alma extremamente artística desponta: o “faceiro, menino malandro, temido boêmio”, poeta da Baixada do Glicério, Dentinho Poesia.

Lua Cristina – cantora, compositora e poetisa

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


    Aproveite também e

    Compre Junto

    Confira os produtos